Valências e Serviços

ERPI - Estrutura Residencial para Pessoas Idosas

A Estrutura Residencial para Pessoas Idosas (ERPI) é composta por três edifícios: Prats Sénior, Prats e Anexo I, que, no seu total, perfazem uma capacidade para 225 utentes.

A ERPI constitui uma Resposta Social desenvolvida em alojamento colectivo, de utilização temporária ou permanente, na qual são desenvolvidas actividades de apoio social e são prestados cuidados de enfermagem.

A ERPI tem por missão ser uma “casa de família” para os seus utentes, que, necessitam de assistência e apoio, contribuindo para a estabilização, autonomia ou estimulação do envelhecimento activo e integração social.

A ERPI, nas suas actividades, visa alcançar os seguintes objectivos:

  • Acolher pessoas idosas, cuja situação social, familiar, económica e/ou de saúde, não lhes permite permanecer no seu meio habitacional de vida;
  • Proporcionar serviços permanentes e adequados à problemática biopsicossocial das pessoas idosas;
  • Prestar os apoios necessários às famílias dos idosos, no sentido de preservar e fortalecer os laços familiares;
  • Proporcionar alojamento, alimentação, assistência religiosa, ajuda psicológica e ocupação organizada e acompanhada dos tempos livres;
  • Assegurar a prestação dos cuidados adequados à satisfação das necessidades, tendo em vista a manutenção da autonomia e independência e a promoção da sua qualidade de vida, potenciando a integração social;
  • Criar condições que permitam preservar e incentivar a relação inter-familiar;
  • Encaminhar e acompanhar as pessoas idosas para soluções adequadas à sua situação;
  • Fomentar o processo de envelhecimento activo;
  • Facultar ao utente o acesso a elementos lúdicos e audiovisuais, de leitura e bibliográficos, assim como a festas, passeios e visitas a diversas localidades e monumentos;
  • Potenciar o convívio social entre os utentes e os seus familiares, amigos e a comunidade;

Na ERPI existem equipas multidisciplinares, compostas por Médico, Enfermeiros, Assistente Social, Socióloga, Psicólogos, Educadora Social, Terapeuta Ocupacional, Gestora, Engenheiro de Informática, Técnica de Recursos Humanos, Administrativos, Contabilistas, Encarregadas de Sector, Auxiliares de Acção Médica, Ajudantes de Lar, Cozinheiras, Ajudantes de Cozinha, Lavadeiras, Costureiras, Motoristas e Trabalhadores de Serviços Gerais.

Cada edifício dispõe de quartos equipados com televisão por cabo, camas articuladas, ajudas técnicas nas casas-de-banho, gruas, cadeiras de rodas, cadeiras de banho, banheira para acamados, elevadores, sistema de vídeo vigilância e de chamada de Enfermeiro Computorizado que permite aumentar a segurança e a auto-confiança dos utentes e melhorar a qualidade do serviço prestado pelo pessoal assistente. Existe ainda bar, cabeleireiro, salas de convívio com jogos e televisão por cabo, leitor de DVD, computadores com ligação à Internet, biblioteca, sala de formação e Capela (com celebração mensal de Missa e semanal de Terço).

Os edifícios destas estruturas residenciais convergem para a praça Luís Faria Godinho, espaço de lazer organizado com zona verde, pátios, bancos de descanso e barbecue coberto.


Topo ^

*/