Mensagens do Provedor

Voluntariado Interno



Provedor Luis Venturinha

Como é do conhecimento geral, o mundo actual passa neste momento por grandes transformações, na procura de um novo rumo que tarda em ser encontrado. Uma profunda crise económica e financeira agudiza os problemas sociais, reflectindo-se no dia-a-dia das famílias e das organizações.

Neste momento tão delicado, a sobrevivência de cada um e do colectivo, passa por uma mudança de paradigma que permita a sustentabilidade das instituições, através da reformulação das suas estruturas, rentabilização dos recursos, capacidade de transformar e poupar e projectos inovadores que acrescentem mais-valia e desenvolvimento.

Tanto no presente como no passado, a história tem-nos ensinado que é nos momentos mais críticos que sobressai, como motor impulsionador, a aliança técnica/profissional e o voluntariado, cabendo, muitas vezes, a este último um papel de grande relevo, pela sua entrega, prontidão e capacidade de resposta.

Neste contexto, acredito que perante as dificuldades económicas e financeiras por que estamos a passar, e muito em particular no que se perspectiva ainda vir, uma das formas que temos de ajudar a sustentar o futuro, sem comprometer demasiado a qualidade dos serviços prestados, passa por todos darmos um pouco mais do nosso tempo em prol da maior eficácia e rentabilização, paralelamente com a redução de custos e desperdícios.

Para isso, é deveras pertinente que todos nós deixemos de pensar que estamos a perder direitos adquiridos, muitos deles inadequados ao equilíbrio das contrapartidas recebidas, e pensar sim que, nestes conturbados tempos, a nossa principal missão passa por deixarmos de ser comodistas com custos incomportáveis e passarmos a ser uma força dinâmica de sustentabilidade da nossa Instituição e país e, logicamente, também do nosso posto de trabalho.

Gostaria que a interpretação desta mensagem fosse tida como um convite a uma comunidade mais participativa e solidária, em prol da estabilidade e confiança no presente e no futuro de todos nós e descendentes.

Tal como fizemos com o voluntariado externo, e pelas razões expostas, vimos fazer um apelo ao voluntariado interno de todos os funcionários da Santa Casa para que, dento das suas possibilidades, contribuam com algum do seu tempo e saberes na concretização destas realizações, que nos permitam garantir bons padrões de qualidade para os nossos utentes, estabilidade no emprego e sustentabilidade da própria Santa Casa.


Um grande Bem-haja para todos.



O Provedor

Luís Venturinha de Vilhena


Sines, 03 de Outubro de 2011.


Outras mensagens [+]

Topo ^

*/